A ASSEGO é contra a Lei de Abuso de Autoridade e conclamamos o #vetabolsonaro no que diz respeito aos militares.

Caso aprovada a Lei de Abuso de Autoridade, na prática, será aplicada da seguinte forma:

Poderá ser enquadrado qualquer policial e guardas municipais, agente público, servidor ou não, da União, estados ou municípios. São 29 casos específicos que podem ser enquadrados como abuso de autoridade, como decretação de prisão sem amparo legal e abertura de investigação sem indícios de crime.

 

Por isso, conclamamos que o presidente Jair Messias Bolsonaro vete e esteja ao lado dos MILITARES.