ASSEGO

Uma associação feita por bombeiros e policiais para outros bombeiros e policiais

Nossa história

Deste 1956 unindo militares

A ideia

Tudo começou quando no dia 19 de maio de 1956, quando alguns subtenentes e sargentos reuniram-se no Quartel do Batalhão de Infantaria da Polícia Militar a fim de organizarem o Círculo Social dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar do Estado de Goiás, primeira organização da categoria do Estado de Goiás que atravessou o tempo e hoje é conhecida como Associação dos Subtenentes e Sargentos do Estado de Goiás.

O começo

Entre os pioneiros da ASSEGO, estava o Subtenente Marcílio Vieira, então presidente da comissão Provisória de Organização do Círculo, o Subtenente Januário Matias e o 1º Sargento Sebastião Arruda. Nessa reunião do dia 19 de maio eles já discutiram uma proposta de Estatuto, artigo por artigo, promovendo as alterações necessárias.

A Fundação

No dia 03 de junho de 1956, data em que hoje é comemorado o aniversário da ASSEGO, na cidade de Goiânia, no Quartel do 1º BPM, sob a presidência do Subtenente Marcílio Vieira dos Santos, foi realizada uma reunião para discussão e aprovação do Estatuto e eleição da primeira Diretoria a qual foi composta pelos seguintes militares:

Presidente: Marcílio Vieira dos Santos – Subtenente PM

Vice-presidente: Sebastião Arruda – 1º Sargento PM

1º Tesoureiro: Alcides Ferreira da Costa – 1º Sargento PM

2º Tesoureiro: Arlindo Cardoso de Oliveira 2º Sargento PM

1º Secretário: José Januário Matias – Subtenente PM

2º Secretário: Joel do Espírito Santo – 1º Sargento PM

1º Vogal: João Xavier da Silva – 3º Sargento PM

2º Vogal: Manuel Carvalho Pires – 3º Sargento PM

3º Vogal: Sebastião Vieira – 3º Sargento PM

Estes Homens iniciaram a trajetória que construiu nossa Entidade e que hoje tanto nos orgulha. No dia 10 de Junho de 1956, foi realizada a primeira reunião da Diretoria eleita, às 09h00min na sede do D.P.M., do 1º Batalhão de Infantaria em Goiânia, para tratar dos seguintes assuntos:

  1. Visita ao Comando Geral;
  2. Discutir questões relacionadas à administração do círculo. Na reunião o diretor do Departamento de Assistência Social Econômica e Jurídica, apresentou o regimento interno do seu Departamento, que foi aprovado por unanimidade, e em seguida o departamento de Educação e Cultura apresentou o projeto de regimento interno que também foi aprovado.

No dia 24 de Junho de 1956, o clube se reuniu para tratar sobre a necessidade da Entidade apressar o registro e publicação do Estatuto e informar aos associados sobre a importância do Círculo e seus benefícios para a categoria.

Durante as primeiras reuniões, problemas como a deficiência financeira e a não existência de uma sede eram considerados de grande entrave para a organização da categoria. No dia 12 de Agosto de 1956, o Círculo se reuniu para tomarem resoluções concernentes aos trabalhos de organização da Entidade. A luta pela sede continuou como prioridade da primeira Diretoria. A escassez de recursos era uma dificuldade a enfrentar.

Na reunião do dia 14 de Outubro de 1956, o então Major Pereira sugeriu que o Círculo poderia em suas palavras “ realizar suas reuniões em um compartimento existente no prédio na Av. Tocantins, no antigo Comando Geral”. Para compor o espaço funcional do Círculo, o Sgt Lino ofereceu à Diretoria do Círculo três cadeiras e o Sgt Roberto ofereceu uma cadeira. Nesta reunião foi debatida a possibilidade da publicação de um boletim trimestral informativo, o qual deveria se denominar “O CÍRCULO”, uma espécie de jornal, cuja primeira publicação ocorreria em 31 de outubro de 1956.

A equipe escolhida para produção do Boletim era composta pelos Sargentos Arcelino Roque, Sebastião Arruda e Hercules Wagner, porém, no dia 21 de outubro de 1956, o presidente do Círculo informou que a impressão dos 500 exemplares do jornal ultrapassou os valores que poderiam ser gastos, não podendo ser pago pela recém criada Associação e desta feita o presidente pediu a equipe responsável pelo trabalho que procurasse outras tipografias para que pudesse efetuar os serviços com um valor acessível.

Pelos registros no livro Ata, não foi possível identificar o dia do lançamento do Jornal O Círculo, mas, tudo indica que houve a publicação deste informativo, pois, na Ata do dia 23 de Julho de 1957, está registrado a indicação do Subtenente Desidério da Silva Campos para o cargo de Diretor do Jornal.
Atualmente a sede social da ASSEGO se encontra na Rua 87, nº 561 – esquina com 132 – Setor Sul Goiânia-Go desde a data de 28 de Julho de 1977, construída na gestão dos seguintes diretores;

CONSELHO DELIBERATIVO FISCAL

SGT PM IVALDI Alves De Freitas – Presidente
ST BM Mauro Cezar Miguel de PÁDUA – Vice-Presidente
SGT BM LEYDIANA Pereira da Silva – Relatora
TEN PM Luiz AMARO da Silva – 1º Vogal
SGT PM ALÍRIO Pereira dos Santos – 2º Vogal
TEN CEL PM JUNE Margarete da Silveira – 1º Suplente
TEN PM Davidson CIRILO de Moura – 2º Suplente
CAP PM NIVALDO Abadia de Oliveira – 3º Suplente
SGT BM REGYS Machado dos Reis – 5º Suplente

 

É de utilidade Pública pela lei Estadual nº 1.407 de 03 de Junho de 1956 e Lei Municipal Pela Lei nº 7.422 de 28 Abril de 1995 e inaugurada em 28 de Janeiro de 1978.

A atual sede, situada na Rua 87, nº 561 – esquina com 132 – Setor Sul Goiânia-Go desde a data de 28 de Julho de 1977, foi uma doação do Antigo Sistema de Saneamento do Estado.

A Entidade oferece aos seus associados:  Departamento Jurídico, Sede Administrativa, Parque aquático, churrasqueiras, Hotel de Trânsito, Assistência Social e psicológica, campo de futebol,  Pousada Assego em Aruanã,, além de possuir diversos convênios.

Shares